As minhas raízes que brotam das pedras que me viram crescer
Sábado, 10 de Junho de 2006
SONHOS MIL

 Fui à praça da verdade

nas asas da liberdade

pra sentir tempos de Abril:

vinte e cinco, nova aragem

de outro sol,

outra paisagem,

para o Povo sonhos mil.

 

Escrevi-me liberdade

a rimar com a cidade

neste Povo em Abril:

aleluias, tons pascais,

ondas quentes dos trigais, ...

um poema pastoril!

 

Escutei-me na razão

e mordi tempos passados,

recompus, na “Portuguesa”,

novos ritmos ensaiados,

- os da minha revolução:

vi um cravo em cada mão

das crianças em Abril

com Natal feito na hora

do presépio que for Povo.

 

Eram tantos os pregões!

Eram mais os corações,

num só peito  - alma febril!

Escutei tons que trazia,

tons de mim em sinfonia

p’ra cantar o nosso Abril

nascido à revelia da situação

numa Noite Feliz!



publicado por alecrimdaserra às 01:04
link do texto | comentar | favorito
|

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30


textos recentes

Natal em Crise

RUBRO DE CEREJA

O MENINO INFELIZ

NATAL A FAZER AMOR

SER DO TEMPO

EM BOA HORA

A VERMELHO

POR OUTRO CAMINHO

A VIDA CONTINUA

O NATAL DEPUTADO

arquivos

Junho 2006

favoritos

Alunos e professores do S...

O NATAL DEPUTADO

RUBRO DE CEREJA

links
Com a amizade do
subscrever feeds